MEMBRO   FENPROF | CGTP

  spn.pt  |  Revista  |  Superior  |  WebMail  |  Reuniões  |  Vencimentos  |  Protocolos  |  Contactos
  
SPN    Superior    Arquivo    Greve Geral com muito impacto no Ensino Superior
Imprimir
Abrir como PDF

Partilhar:

|


MENU

FENPROF.pt/superior
 
SUPNOTÍCIAS

EDIÇÃO DE ABRIL 2013 | MENSAL
versão PDF | ler online

edições anteriores
março 2013 PDF online
fevereiro 2012 PDF online
dezembro 2012 PDF online
novembro 2012 PDF online
setembro 2012 PDF online
julho 2012 PDF
online
junho 2012 PDF online
maio 2012 PDF online
abril 2012 PDF online
março 2012 PDF online
fevereiro 2012 PDF online

 


Greve Geral com muito impacto no Ensino Superior

Segundo foi possível apurar até ao início da tarde, esta foi uma das greves com maior adesão no ensino superior. Entre muito exemplos, temos notícia de fortes adesões dos Professores do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, das Faculdades de Ciências, Letras, Arquitectura, Ciências da Educação e Psicologia da Universidade do Porto, do Instituto Superior Técnico, da Universidade do Algarve, das Faculdades de Ciências e Farmácia da Universidade de Lisboa, do pólo de Ciências Sociais e Humanas da Beira Interior, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, do ISCSP da Universidade da Madeira, do pólo de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora, da Universidade de Aveiro e da Universidade do Minho.

Esta adesão é um sinal de rejeição clara das políticas deste governo para o país, em geral, e para o ensino superior, em particular. Políticas que dirigem os seus efeitos negativos ao estado social, pondo em causa o desenvolvimento humano e económico do país, atacando os direitos básicos dos cidadãos, particularmente dos trabalhadores que têm sido o principal e quase único alvo de uma feroz e terrorista política de austeridade.

Mas esta adesão é também um sinal de esperança, pois revela um crescente empenho dos professores e investigadores na defesa da qualidade do ensino e da investigação e na defesa da missão pública das universidade e politécnicos.

O futuro das universidades e politécnico está também nas nossas mãos, está na recusa de políticas ditadas por entidades externas, contra os interesses do povo português. Por estas razões, saudamos todos os colegas que hoje assumiram corajosa e determinadamente o seu protesto.

A Coordenadora do Departamento do Ensino Superior e Investigação da FENPROF
24/11/2011

 

mais informação aqui