Hino do Sindicato dos Professores do Norte

Partilha

Letra de Paulo Sucena e música de Carlos Taveira



No âmbito das comemorações do 30º aniversário, o SPN abriu um concurso para escolha de um poema que servisse de base ao há muito desejado hino do sindicato. Não tendo surgido nenhuma proposta que merecesse a distinção do júri, a direção convidou o poeta e ex-secretário-geral da Fenprof, Paulo Sucena, para o efeito; posteriormente, o poema foi musicado por Carlos Taveira, professor, maestro e membro da direção do sindicato. Nasceu assim, 30 anos depois da sua criação, o Hino do Sindicato dos Professores do Norte, cuja primeira audição pública aconteceu no dia 17 de novembro – nesta gravação original, é interpretado pelo Canto Décimo (grupo coral de professores de Ovar) e pela Orquestra Ligeira de S. Pedro da Cova, dirigidos por Guilhermino Monteiro (professor e sócio do SPN).



Farol a alumiar ao Norte
polo de luta e reflexão
tornas a profissão mais forte
meu mar de força e emoção!

 Heroica bandeira ao vento
a tremular noite e dia,
és futuro em movimento
onda alta maré bravia.

A pensar propomos 
a lutar fazemos  
a classe que somos  
o SPN que queremos.  

Unidos resistimos  
unidos venceremos  
unidos construímos  
o amanhã que queremos.

E porque todos nós amamos
esta nossa profissão
é contigo que embarcamos
no navio da Educação.

Certos de não estarmos sós
rio de esperança e alento
casa grande de todos nós
janela de pensamento.

A pensar propomos  
a lutar fazemos  
a classe que somos  
o SPN que queremos.  

Unidos resistimos  
unidos venceremos  
unidos construímos  
o amanhã que queremos.



Anexos

hino_spn hino_spn