ISTP18: International Summit on the Teaching Profession 2018

Partilha

Fenprof dá voz à luta dos professores

A Cimeira Internacional sobre a Profissão Docente (ISTP18: International Summit on the Teaching Profession 2018) realiza-se anualmente por iniciativa da OCDE e da Internacional de Educação (IE), organização de que a Fenprof é membro fundador e que representa mais de 35 milhões de trabalhadores de Educação de todo o mundo. A cimeira junta à mesa de trabalho governos e organizações sindicais mais representativas dos países cujos alunos demonstram maior evolução no estudo internacional PISA.

  • Pré-cimeira

No dia 21, a intervenção de Manuela Mendonça, coordenadora do SPN e membro do secretariado nacional da Fenprof, responsável pelas relações internacionais, nos trabalhos da pré-cimeira, abordou alguns dos principais problemas que, em Portugal, se vivem na Educação, apontando soluções para os mesmos.

  • Cimeira

No primeiro dia da cimeira (dia 22), a Fenprof participou nos trabalhos do primeiro tema, tendo a intervenção do secretário-geral dado destaque a três aspetos importantíssimos para os professores: a municipalização, que rejeitou, a gestão democrática das escolas, que defendeu, e a inclusão escolar que considerou essencial.

No segundo dia da cimeira (dia 23), a intervenção de Mário Nogueira abordou os principais problemas que afetam os professores, o seu emprego, estabilidade, carreira, horário de trabalho e envelhecimento, exigindo que as verbas necessárias para valorizar os professores e garantir o seu bem-estar sejam consideradas, pelos governos, investimento e não uma despesa.

  • Visita a escolas: EB 2.3 das Olaias

No primeiro dia, realizaram-se visitas a escolas. Por proposta da Fenprof, vários participantes estiveram na EB 2.3 das Olaias (sede do AE das Olaias). Trata-se de um agrupamento frequentado por alunos de 34 nacionalidades, sendo 10% de etnia cigana. Com esta escolha, a Federação pretendeu divulgar o que de melhor fazem os professores nas suas escolas, mesmo em condições muito difíceis. Foi extraordinário o que a escola, com os seus professores e alunos, mostrou a quem esteve presente. Nesta visita, em que estiveram Mário Nogueira e José Augusto Cardoso sentiram um enorme orgulho por poderem mostrar às delegações presentes o que de melhor fazem os professores.

A Fenprof considera ter sido muito importante a sua presença na ISTP18, dando, com toda a legitimidade, voz aos professores portugueses, pois é nesta Federação que os professores mais confiam, o que a torna a maior e mais importante organização de professores em Portugal.

      

Os três compromissos da delegação portuguesa na ISTP18 (Lisboa)

  • Desenvolvimento de programas integrados envolvendo diversas áreas da governação em apoio às escolas de comunidades desfavorecidas, direcionados a essas comunidades, para a promoção de equidade, sucesso e inclusão.
  • Implementação de novas estratégias de ensino e de novos métodos e práticas pedagógicas, a par de investimento na formação inicial e contínua e desenvolvimento de qualificações para o trabalho em rede.
  • Assunção de que o envelhecimento da profissão docente é um problema que terá de ser tratado; valorizar a autonomia das escolas e dos professores através da promoção de tempos e espaços para o trabalho colaborativo, reforçando a participação dos professores nos processos de decisão ao nível da Escola.

Mais informação:
FENPROF na Cimeira Internacional sobre a Profissão Docente
FENPROF honrou compromisso e levou a luta dos professores à Cimeira Internacional sobre a Profissão Docente

Anexos

ISTP18 - intervenção tema 1 [MN] ISTP18 - intervenção tema 3 [MN]