A denúncia e as propostas da Fenprof

Partilha

Que futuro para o ensino profissional em Portugal?

Em conferência de imprensa realizada no dia 7 de fevereiro, a Fenprof denunciou a situação que resulta da opção de sucessivos governos por um modelo de financiamento desajustado ao ensino profissional, assente em verbas provenientes do Fundo Social Europeu (FSE) e não em verbas regulares do Orçamento do Estado, é insustentável.

Por isso, a Fenprof apresentar 8 propostas concretas ao Ministério da Educação, bem como à entidade gestora, em Portugal, do POCH (a quem já foi pedida uma reunião, por duas vezes, mas sem resposta).

Apresentará, ainda, esta denúncia e as propostas a todos os grupos parlamentares e aos eurodeputados portugueses, no sentido de uns e outros, junto das entidades nacionais e comunitárias, diligenciarem para a resolução do problema e para a valorização e dignificação do Ensino Profissional em Portugal.

(ver notícia completa)