Congresso aprovou Resolução Global

Partilha

Os congressistas aprovaram a Resolução Global. O documento aborda matérias centrais como a acção sindical dirigida à defesa e valorização dos direitos profissionais e sociais, em íntima relação com a defesa da Escola Democrática e a dignificação do Estatuto da Carreira (ECD) e das condições de exercício da profissão.

"A constituição de 84 mega-agrupamentos teve como consequência assumida pelo próprio ME, a redução de 5000 docentes no ano lectivo de 2010-2011", destaca o documento.

Alertando para as consequências da continuação a continuação deste processo, associadas à concretização de outras medidas, "cuja aplicação terá incidência a partir de Setembro de 2011", a resolução observa que isto irá traduzir-se "num número bem mais elevado de docentes afastados das escolas e numa sobrecarga dos que lá permanecerão".

A realidade e os desafios do ensino superior e investigação, estão igual presentes neste documento, que chama a atenção para o impacto das "iniciativas a curto prazo", destacando, naturalmente, a jornada dos professores de 12 de Março no Campo Pequeno, a manifestação nacional promovida pela CGTP-IN em 19 de Março e a Marcha Nacional pela Qualidade da Educação e em defesa da Escola Pública, a 2 de Abril, iniciativas marcadas para Lisboa.  / JPO