Fenprof levanta a greve às atividades com alunos inscritas na componente não letiva

Partilha

21 de novembro de 2017

Fenprof levanta a greve às atividades com alunos inscritas na componente não letiva

Em reunião realizada com o ME (21-nov), a Fenprof conseguir agendar para dia 20 de janeiro uma reunião que marcará o início da discussão com vista a negociação futura dos problemas atinentes ao desgaste dos professores, seja o problema dos horários de trabalho, seja o do envelhecimento.

Face a este último compromisso negocial, a Fenprof levanta a greve às atividades com alunos inscritas na componente não letiva, em curso até ao final do 1.º período, mantendo, no entanto, o pré-aviso de greve até ao final desta semana, mas apenas para impedir a eventual marcação de faltas injustificadas. 

A Federação apela aos professores que estão obrigados a cumprir serviço para além do seu horário de trabalho de 35 horas semanais (reuniões, por exemplo, na componente individual de trabalho) que requeiram o pagamento de serviço extraordinário.

Para esse efeito, a Fenprofirá divulgar a minuta e as instruções para o requerimento do pagamento de horas extraordinárias. Do que resultar da negociação, assim se decidirá pelo retomar, ou não, desta greve ainda este ano.

3 de novembro de 2017

A partir 6 de novembro, os professores fazem greve às atividades diretas com alunos inscritas na componente não letiva

Greve às atividades letivas inscritas na componente não letiva atinge um número cada vez maior de escolas e agrupamentos

PRÉ-AVISO DE GREVE

FAQs sobre a greve (procedimentos a adotar)


Este primeiro dia de greve foi assinalado – à porta da EB 2.3 Irene Lisboa, no Porto – pela intervenção de vários professores daquela escola que explicitaram, aos órgãos de comunicação social, as razões da sua adesão a esta greve. Estiveram presentes, ainda, dirigentes do SPN e da Fenprof.

A greve às atividades diretas com alunos (atividade letiva) inscritas na componente não letiva dos docentes prolonga-se, numa primeira fase, até ao final do primeiro período. Esta greve incidirá sobre atividades que, irregular ou, mesmo, ilegalmente, constam do horário de trabalho dos docentes.

Há muito que a Fenprof chama a atenção do Ministério da Educação para um problema que está na origem da sobrecarga de trabalho a que os professores estão sujeitos e da elevadíssima carga horária que ultrapassa, em muito, as 35 horas semanais.

Os professores não aceitam continuar a desenvolver atividades de apoio, de coadjuvação ou outras, que são de natureza letiva, na componente que se destina a trabalho de estabelecimento, sendo este empurrado para a sua componente de trabalho individual.

Porto Canal


Esta é uma greve atípica, que não acontece, necessariamente, em simultâneo em todas as escolas e, na mesma escola ou agrupamento, poderemos ter professores com horários corretos e outros incorretos. Para já, começam a chegar as primeiras informações de professores que fazem ou farão greve em escolas de todo o país. 

Assim, aqui fica a lista de escolas em que, comprovadamente, a greve se está a realizar:

(Recolha a 10 de novembro de 2017):

AE Barcelos

AE Canedo (SM Feira)

AE Corga (SM Feira)

AE Dr. Flávio Gonçalves (Póvoa de Varzim)

AE Dr. Manuel Gomes de Almeida (Espinho)

AE Esmoriz (Ovar)

AE Feira

AE Henrique Medina (Esposende)

AE Idães (Felgueiras)

AE Lagares (Felgueiras)

AE Serafim Leite (SJ Madeira)

EB 2.3 Irene Lisboa (Porto)

ES Carolina Michaelis (Porto)

EB 2.3 Estarreja

AE Vagos

AE Mário Sacramento (Aveiro)

AE Esgueira (Aveiro)

AE Eixo (Aveiro)

ES Mangualde

ES Campos Melo (Covilhã)

AE Águeda

ES Mealhada

EB 2.3 da Mealhada

AE Abraveses (Viseu)

ES Emídio Navarro (Viseu)

EBS Dr. Fortunato de Almeida (Nelas)

EB 2.3 Pêro da Covilhã  

EB 2.3 n.º 2 do Paul (Covilhã)

AE Rainha Santa Isabel (Coimbra)

ES D. Dinis e EB 2.3 de Taveiro (Coimbra)

EB 2.3 Dr. José dos Santos Bessa (Montemor-o-Velho)

EB 2,3 Pedrosa Veríssimo, Paião (Figueira da Foz)

EB 2.3 João de Barros  (Figueira da Foz)

EB 2.3 Infante D. Pedro, Buarcos  (Figueira da Foz)

ES Cristina Torres (Figueira da Foz)

EB 1 da Praia de Mira

AE Pombal

ES Domingos Sequeira (Leiria)

EB 2.3 José Saraiva (Leiria)

EB 2.3 Correia Mateus (Leiria)

EB 2.3 Frei Estevão Martins (Alcobaça)

EB 2.3 Pataias (Alcobaça)

AE n.º 1 José Régio (Portalegre)

AE Bonfim (Portalegre)

ES São Lourenço (Portalegre)

AE Fronteira

AE Castelo de Vide

AE Batalha

ES Francisco Rodrigues Lobo (Leiria)

ES Afonso Lopes Vieira (Leiria)

EB 2.3 da Venda do Pinheiro (Mafra)

EB 2.3 Luís Sttau Monteiro (Loures)

EB 2.3 General Humberto Delgado (Loures)

EB 2.3 Atouguia da Baleia (Peniche)

EB 2.3 Prof Galopim de Carvalho, Queluz (Amadora)

ES Lumiar (Lisboa)

ES Marquês de Pombal (Lisboa)

ES Alvide (Cascais)

AE  Daniel Sampaio (Almada)

AE Anselmo de Andrade (Almada)

AE Romeu Correia (Almada)

AE António Gedeão (Almada)

AE Emídio Navarro (Almada)

EB 2.3  Bocage (Setúbal)

AE Santo André (Santiago do Cacém)

AE n.º 1 de Beja

ES Pinheiro e Rosa (Faro)

EB 2.3 Neves Júnior (Faro)

EB 2.3 de Paderne (Albufeira)

ES Albufeira

EB 2.3 Francisco Cabrita (Albufeira)

AE Júlio Dantas (Lagos)



O que disse a Comunicação social:

Porto Canal – Professores iniciam greve contra atividades não letivas
TVI 24 – Professores iniciam greve à componente não letiva
Diário de Notícias – Fenprof atribui redução de mais de 30 mil professores à “subversão” de horários
24 Sapo – Fenprof atribui redução de mais de 30 mil professores à "subversão" de horários
Sol – Greve dos professores começa hoje e pode afetar algumas atividades
Rádio Renascença – Professores iniciam greve a algumas actividades não lectivas
Expresso – Professores iniciam esta segunda-feira greve a algumas atividades
Correio da Manhã – Professores iniciam greve a algumas atividades
SIC Notícias  Professores em greve a algumas atividades até ao final do 1º periodo
O Jogo – Fenprof atribui redução de mais de 30 mil professores à "subversão" de horários

31 de outubro de 2017

Os docentes vão fazer greve contra irregularidades nos horários de trabalho que penalizam o exercício de funções

A Fenprof entregou no Ministério da Educação, um Pré-Aviso de Greve às atividades letivas inadequada e irregularmente inscritas na componente não letiva dos horários dos docentes (documento em anexo). Esta greve terá início às 00 horas do dia 6 de novembro e prolongar-se-á até às 24 horas do dia 15 de dezembro, o último dia de aulas do primeiro período deste ano letivo.

Desconto por hora / dia de greve

 Índice / Escalão
Hora
Dia
167 – 1.º 10,01 (50,62)
188 – 2.º 11,27 (56,99)
205 – 3.º 12,29 (62,14)
218 – 4.º 13,07 (66,08)
223 – antigo 7.º Nível 2 13,37 (67,60)
235 – 5.º 14,09 (71,23)
245 – 6.º 14,69 (74,16)
272 – 7.º 16,31 (82,45)
299 – 8.º 17,93 (90,63)
340 – 9.º 20,39 (103,06)
370 – 10.º 22,18 (112,14)

Anexos

faq's_2 flyer_horários pré-aviso_greve_não letivas