Professores enviam email ao primeiro-ministro

Partilha

12 de dezembro de 2018

Professores enviam email ao primeiro-ministro

Não há professores de segunda.

Professores que trabalham no continente recusam discriminação e repudiam a chantagem imposta pelo Governo.

O tempo de serviço é para contar TODO A TODOS.

(Seja na Madeira, nos Açores ou no Continente Português, sem discriminações.)

Os professores exigem ao Primeiro-Ministro que o seu Governo os respeite.

Nesse sentido, a Fenprof divulga o endereço eletrónico oficial do Gabinete do Primeiro-Ministro (gabinete.pm@pm.gov.pt), apelando a que todos os educadores e professores enviem um email com a seguinte mensagem:

Senhor Primeiro-Ministro

Dr. António Costa 

Sou Professor(a) e mereço respeito. 

Exerço a minha atividade há ____ anos.

Considero inadmissível que o Governo Português recuse recuperar integralmente o tempo de serviço que cumpri (9A 4M 2D), discriminando-me em relação à generalidade dos trabalhadores da Administração Pública Pública e também aos meus colegas da Madeira e dos Açores.

Não aceito a discriminação, como não aceito que recuse voltar à negociação, a que está obrigado por força de recente  decisão largamente maioritária da Assembleia da República.

Os Professores merecem respeito e ser tratados com justiça, devendo o tempo cumprido ser integralmente recuperado na carreira ou, por opção de cada um, para a aposentação.

Cumprimentos,

Nome:

Localidade:

Copia e cola o texto abaixo e envia para: gabinete.pm@pm.gov.pt