CONTRA O DESMANTELAMENTO DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO

Partilha

Os Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) foram fundados no dia 4 de junho 1944, tendo chegado a empregar de forma directa cerca de dois mil trabalhadores. Ao longo dos seus quase setenta anos de existência, os ENVC construíram duzentos e vinte navios de todos os tipos e executaram milhares de reparações.

O anúncio da sua subconcessão ao grupo Martifer, que pagará ao Estado quatrocentos e quinze mil euros por ano pela utilização dos terrenos, edifícios, infraestruturas e alguns equipamentos afetos, representa um crime minuciosamente preparado pelo governo contra os seus cerca de seiscentos trabalhadores, contra a região, a construção naval e a economia nacional.

Ao liquidar uma empresa viável e estratégica da indústria nacional com capacidade de projecto e tecnologicamente preparada para responder às exigências de qualidade imposta pelos padrões actuais da construção naval mundial, o governo não só prossegue a destruição do tecido produtivo como hipoteca o desenvolvimento económico do País e a independência nacional.

Os Corpos Gerentes do SPN, na sua reunião de hoje e por unanimidade, consideram indispensável a suspensão deste processo, o repensar de uma outra estratégica para os ENVC e para a construção naval em Portugal, ao mesmo tempo que responsabilizam o governo pelos prejuízos que a sua decisão vir a causar aos trabalhadores, à região e à economia do país.

 

 

Corpos Gerentes do SPN

Porto, 3 de Janeiro de 2014