AE Júlio Dinis — Vigília de solidariedade com a diretora (20/jun)

13 de junho de 2024

A comunidade educativa da EB23 Júlio Dinis vai realizar uma vigília em solidariedade com a diretora deste agrupamento de escolas, Glória Sousa. A vigília acontece na sequência da decisão da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) sobre o processo disciplinar instaurado à diretora.


Vigília de solidariedade com a diretora

20/jun   |   21h

Junto à EB23 Júlio Dinis (Gondomar)


 O processo surge por a diretora ter permitido que os professores da escola colocassem uma tarja, onde afirmavam “Estamos a dar a aula mais importante das nossas vidas”. A decisão da DGEstE (20 dias de suspensão, pena essa suspensa por um ano) é profundamente injusta e difícil de compreender, especialmente quando se comemoram os 50 anos do 25 de Abril, data do fim da censura e de conquista da liberdade de expressão. Os docentes do agrupamento assumem a autoria da faixa, tendo a diretora apenas permitido a sua colocação. Os professores afirmam, agora que não podem aceitar medidas disciplinares deste calibre e deixam bem claro que Glória Sousa não está sozinha!



09 de junho de 2024

AE Júlio Dinis — DGEstE suspende diretora por 20 dias

Transcrição da nota da coordenação do Sindicato dos Professores do Norte (SPN) sobre o desfecho do processo disciplinar instaurado no Agrupamento de Escolas Júlio Dinis (Gondomar)

Foi já divulgada publicamente a decisão da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) sobre o processo disciplinar instaurado, no ano passado, à professora Diretora do Agrupamento de Escolas Júlio Dinis de Gondomar.

O processo surge na sequência de a Diretora ter permitido que os professores colocassem duas tarjas, na Escola Júlio Dinis, com os dizeres: "Pela Escola Pública" e "Estamos a dar a aula das nossas vidas".

Desde o primeiro momento, o SPN apoiou juridicamente esta colega, nossa associada, e esteve ao lado dos colegas do agrupamento que reivindicam as faixas como suas, denunciando a medida disciplinar como ato censório e intimidatório que merece o nosso repúdio.

Se a situação, só pela sua natureza, já é suficiente motivo de indignação, choca, de forma acrescida, que o processo conclua desta forma durante a celebração do 50.º aniversário do 25 de Abril. Ao longo deste ano, a escola pública, como conquista de Abril que é e espaço de educação para a cidadania que deve ser, organizou-se e engalanou-se para celebrar oficialmente o processo revolucionário que trouxe consigo a liberdade de manifestação, expressão e organização coletiva dos trabalhadores.

A decisão (ainda que ela própria suspensa por um ano) de suspender a Diretora por 20 dias, entra em contradição com o espírito de Abril vivido nas escolas e merece revisão pela tutela, sob risco de circunscrever a um propósito meramente formal e decorativo o discurso oficial sobre a liberdade conquistada.

O SPN apoiará juridicamente a colega no recurso desta decisão junto do Ministro da Educação, Ciência e Inovação, e espera que o erro, vindo de outra legislatura, não se repita nesta.

A Coordenação do SPN


30 de novembro de 2023

AE Júlio Dinis — SPN não aceita censura! E o Senhor Ministro?

O SPN realizou uma conferência de imprensa (30/nov) onde analisou o processo disciplinar à diretora do Agrupamento de Escolas Júlio Dinis (Gondomar). Da conferência de imprensa resultou a Nota da Direção que se transcreve.

 

25 de abril de 1974!

Estamos a comemorar os cinquenta anos de abril, uma data que está a ser vivida por todo o país, e de forma muito especial nas nossas escolas.

Em Gondomar, a administração educativa (Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, DGEstE) resolveu mover um processo de inquérito a uma professora, do qual resultou um procedimento disciplinar com uma proposta de sanção pelo instrutor: suspensão e perda de mandato.

A Professora e Diretora do Agrupamento de Escolas Júlio Dinis permitiu que os professores colocassem duas tarjas na Escola com os dizeres:

"Pela Escola Pública" e "Estamos a dar a aula das nossas vidas".

Estas são as frases que conduziram ao procedimento disciplinar do qual resulta a intenção de demitir a Professora, enquanto Diretora do Agrupamento.

Se o processo é inaceitável e revela um ato censório que não se coaduna com os cinquenta anos de abril, a proposta de pena – perda de mandato – é absolutamente insólita, até porque carece de fundamento. Não houve qualquer ordem para retirar as tarjas e o dever de imparcialidade jamais foi colocado em causa.

Estamos a acompanhar juridicamente a Professora e sócia do SPN, estando a nossa Direção a analisar a implementação de outros procedimentos que vier a considerar necessários.

Se a Liberdade que abril nos deu fica em causa neste processo, a autonomia das Direções na gestão das Escolas é atirada para o lixo (na sequência deste comportamento nada democrático da Administração Escolar).

Agora que está a findar o seu mandato, fica aqui o nosso desafio ao Sr. Ministro da Educação para que possa honrar abril, encerrando este processo com uma profunda censura ao comportamento da sua própria administração.

Porto, 30 de novembro de 2023

[Clicar nas imagens.]

SIC Notícias:, Primeiro Jornal, 30/nov

SIC N — Diretora de escola alvo de processo disciplinar: sindicato fala em censura - SIC Notícias (sicnoticias.pt)

JN — Diretora de escola de Gondomar vai ser afastada por causa de tarja (jn.pt)


  

  


29 de novembro de 2023

AE Júlio Dinis — Conferência de imprensa sobre processo disciplinar (30/out)

O Sindicato dos Professores do Norte vai realizar uma conferência de imprensa (30/nov, 11h) sobre o processo disciplinar — com intenção de suspensão e perda de mandato —, movido pelo Ministério da Educação contra a diretora do Agrupamento de Escolas Júlio Dinis (Gondomar), pelo facto de esta ter permitido a colocação de duas tarjas na escola: "Pela Escola Pública" e "Estamos a dar a aula das nossas vidas".


06 de outubro de 2023

Professores de Gondomar em protesto (6/out)

Francisco Gonçalves, secretário-geral adjunto da Fenprof


Ver reportagem fotográfica de HB



Ver + fotografias da concentração (6/out)

 


A concentração nos meios de comunicação social (6/out): 

Antena 1 - Escola Júlio Dinis (direto) 

Antena 1 - Mais de uma centena de es...

CNN - direto1 Escola Júlio Dinis.mp4

CNN - direto2 Escola Júlio Dinis.mp4

CNN - direto3 Escola Júlio Dinis.mp4

CNN - direto Greve na Escola Júlio D...

RTP (Bom Dia Portugal) - direto 1 Gr...

RTP (Bom Dia Portugal) - direto 2 Gr...

RTP (Jornal da Tarde) - Greve na Esc...

Rádio Observador - direto Greve Esco...

SIC (Primeiro Jornal) - Greve na Esc...

SIC - direto1 Escola Júlio Dinis.mp4

SIC - direto2 Escola Júlio Dinis.mp4

SIC - direto3 Escola Júlio Dinis.mp4

TVI (Jornal Nacional) - Estamos a da...

TVI (TVI Jornal) - Greve no Agrupame...

TVI - direto Greve na Escola Júlio D...


29 de novembro de 2023

Gondomar — Concentração de professores (6/out)

Comunicado do Sindicato dos Professores do Norte (SPN) a respeito da ocorrência no Agrupamento de Escolas Júlio Dinis (Gondomar):

 

Afixar, na entrada de uma escola, a frase

«Estamos a dar a aula mais importante das nossas vidas»

não é crime, tão só exercício de liberdade e cidadania

 

Após notícia na comunicação social, tomámos conhecimento de um abaixo-assinado dos professores e educadores do Agrupamento de Escolas Júlio Dinis, em Gondomar, cujo teor se anexa, a propósito do processo disciplinar instaurado à Diretora do referido agrupamento.

Considerado o noticiado, e no ano letivo em que se comemoram os 50 anos do 25 de Abril, não podemos, enquanto organização representativa dos professores do Norte e defensora dos direitos e liberdades constitucionais, ficar indiferentes a esta situação.

Nesse sentido, e para além da defesa jurídica de quem é nosso associado, decidimos convocar uma concentração dos professores de Gondomar, alargada a todos os que a ela se pretendam juntar, para o dia 6 de outubro de 2023, às 8h00, junto à sede do Agrupamento de Escolas Júlio Dinis, no Dia de Greve Geral de Professores e Educadores, culminando a Semana Europeia dos Professores.

Para o SPN e para a FENPROF, uma Escola Democrática é aquela onde se vive a cidadania e se pratica a democracia.

 

Porto, 29 de setembro de 2023
A Direção do SPN

Reação da Fenprof


Anexos

AE Júlo Dinis — Vigília (cartaz) Moção — Gondomar (06-10-2023) Comunicado dos professores (AEJD, Gondomar) AE Júlio Dinis — Concentração (6/out)

Tags

Partilha