Fenprof reúne com candidatos a PR

Partilha

Fenprof reúne com candidatos a PR

Reuniões confirmadas:

  • João Ferreira — 6 de janeiro, 11h 
  • Marisa Matias — 8 de janeiro, 10h30

8 de janeiro de 2021

Marisa Matias apoia reivindicações dos professores e agradece trabalho da Fenprof

Na segunda reunião da Fenprof com os candidatos às Presidenciais de 2021, Marisa Matias afirmou que a crise pandémica veio revelar, de forma mais evidente, os problemas estruturais que a Educação enfrenta no nosso país. Para a candidata apoiada pelo BE,"isso significa que é necessário lutar ainda mais, porque os processos constitucionais não estão a ser cumpridos nem na Educação nem no Ensino Superior". Nesse sentido, Marisa Matias demonstrou o seu apoio às reivindicações mais que justas dos professores e agradeceu "o trabalho que tem sido feito pela Fenprof na defesa daquele que é um dos pilares mais importantes da nossa Constituição": a Educação e a Escola Pública de qualidade.


7 de janeiro de 2021

João Ferreira: “O Presidente da República tem que intervir para reverter a degradação da função social do professor”

João Ferreira foi o primeiro candidato à Presidência da República a reunir com a Fenprof, com o intuito de conhecer mais aprofundadamente a situação nas escolas, que, afirma, “resulta de um conjunto de problemas antigos, mas que têm ganhado maior visibilidade e uma dimensão mais agravada com a pandemia”.

Para João Ferreira, uma das lições desta pandemia é a importância fundamental do trabalho e da função social dos professores: “ficou claro para todos aqueles que sofreram, direta ou indiretamente, os efeitos do encerramento das escolas durante o confinamento e estou certo que há hoje muitas famílias que valorizam de uma outra forma o papel dos professores. No entanto, isso não tem tradução no seu estatuto profissional, nas suas condições de trabalho, nos seus salários e nos seus direitos”, declarou.

O candidato presidencial considera que a função social do professor tem vindo a sofrer um processo de degradação "que nos deve preocupar a todos, enquanto país" e que cabe ao Presidente da República dar um sinal que permita reverter essa degradação, pois esta é uma situação que deverá preocupar o Presidente da República e deve ser tida em conta no exercício dos seus poderes. “O Presidente da República não é governo, não lhe compete diretamente encontrar solução para os problemas. Mas deve usar os seus poderes, a sua intervenção pública e a forma como influencia outros órgãos de soberania e a perceção pública dos problemas para defender essa necessária valorização”, afirmou.


6 de janeiro de 2021

Fenprof reúne com candidatos a PR

As eleições para Presidente da República (PR) são de elevada importância, ou não estivesse em causa a escolha, pelos portugueses, do mais Alto Magistrado da Nação. O PR é o garante do respeito pela Constituição da República Portuguesa (CRP), cabendo-lhe não só cumpri-la, como fazê-la cumprir.

Designo constitucional, a Escola Pública é um dos pilares da democracia portuguesa. Porém, não raras as vezes, tem sido desvalorizada. Neste contexto, a Federação considera de grande importância reunir com candidatos presidenciais que, defendendo a CRP, defendem uma Escola Pública de qualidade para todos, inclusiva e gratuita, que conte com profissionais devidamente reconhecidos, valorizados e respeitados. 

Estes encontros com os candidatos às eleições presidenciais de janeiro de 2021, têm como objetivo atualizar informação e expor os problemas vividos na Educação, assegurando que a Escola Pública, a Educação e os seus profissionais ganham um espaço importante nesta campanha eleitoral.