Mudança na Secretaria de Estado da Educação

Partilha

17 de setembro de 2020

Mudança na Secretaria de Estado da Educação

Face à remodelação no governo, com a substituição da secretária de estado da Educação, Susana Amador, por Inês Ramires, o secretário-geral da Fenprof considerou, em declarações à imprensa, que a saída de Susana Amador, “provavelmente”, poderá estar relacionada com o facto de “ser alguém proveniente do poder local e da Assembleia da República, espaços onde o diálogo, a negociação e o debate democrático de ideias são praticados”, logo, “não se terá adaptado à prática vigente no ME: fechada, autocrática e avessa ao diálogo”.

Relativamente à nova titular, “que já conhecemos do gabinete do ministro onde era chefe de gabinete, o que mais se estranha é que para a secretaria de estado da Educação seja nomeada uma jurista”. É caso para questionar: “Quererá isso dizer que a prioridade do Ministério será alterar quadros legais? Quais? Em que sentido? Temo que mais uma vez os superiores interesses da Educação sejam relegados para plano secundário”.

I

Inês Ramires na tomada de posse (primeira à direita)