Presidente do Politécnico do Porto testa limites do abuso

Partilha

30 de abril de 2020

Em teletrabalho

Presidente do Politécnico do Porto testa limites do abuso

Com menos de 24 horas de antecedência, o Presidente do Instituto Politécnico do Porto, Professor João Rocha, convoca os funcionários docentes e não docentes para uma reunião, via zoom, a realizar em pleno feriado de 1.º de Maio, Dia do Trabalhador, sobre a "retoma das atividades letivas".

Temos dificuldade em classificar este abuso. Parece pouco dizer que é uma falta de respeito quando de uma assentada não se respeitam os prazos de convocatória, os tempos de descanso dos trabalhadores e o direito ao gozo de um feriado – e tudo no icónico Dia do Trabalhador.

É lamentável que enquanto Presidente de uma instituição pública o Sr. Presidente pareça desconhecer que estamos perante um feriado obrigatório e não reconheça o valor simbólico deste dia.

Consideramos inaceitável o agendamento desta reunião e iremos denunciar a atitude junto dos órgãos de comunicação social, da direção-Geral do Ensino Superior e do MCTES.

Entretanto, exortamos todos os trabalhadores a não se deixarem intimidar e a não comparecer à reunião.

Sindicato dos Professores do Norte e ABIC