GREVE GERAL - 10 de DEZEMBRO

Partilha

Sindicato dos Professores do Norte / FENPROF

Greve Geral em 10 de Dezembro
será também Greve Geral dos Professores

O Secretariado Nacional da FENPROF decidiu, atendendo à situação política, social e negocial, aderir à Greve Geral convocada pela CGTP-IN para o próximo dia 10 de Dezembro.

Esta é uma decisão baseada:

- na irredutibilidade de posições do Governo quanto à sua pretensão de atacar profundamente o quadro de direitos laborais dos trabalhadores portugueses, com claras implicações na situação profissional dos professores e educadores;

- na inexistência de uma cultura de negociação do governo PSD/PP, manifestada pela ilegítima pretensão de fechar com rapidez o processo de discussão pública do projecto de Código de Trabalho;

- na existência de um bloqueio negocial em relação a aspectos específicos da Educação e dos Professores e Educadores e ao processo de revisão salarial da administração pública para 2003;

- na necessidade de manifestação clara da rejeição das medidas já aprovadas pelo Governo, e pela maioria PSD/PP na Assembleia da República como a ?Lei dos Disponíveis? ou os grandes cortes nas pensões de aposentação, apresentadas pelo Ministério da Educação e que indiciam a pretensão de atacar profundamente a estabilidade de emprego e profissional dos docentes;

- na exigência de uma efectiva política de emprego com estabilidade o que passa pela apresentação de soluções para o problema de 24.000 professores contratados e 25.000 docentes desempregados.

O Secretariado Nacional da FENPROF, apoiando a decisão da convocação da Greve Geral de todos os trabalhadores portugueses, está confiante da manutenção dos elevados níveis de adesão das escolas já manifestadas em 30 de Outubro e 14 de Novembro e exorta todos os professores e educadores no sentido de juntamente com os outros trabalhadores tornarem o dia 10 de Dezembro numa vibrante e participada jornada de luta.

O Secretariado Nacional da FENPROF, 22/11/02