MEC continua sem resolver problema dos docentes não colocados em concurso para “DCE” e “DACL”

Partilha

Em 24 de agosto, o MEC garantiu à FENPROF, em reunião, que os docentes candidatos a DCE e DACL, caso não fossem colocados por destacamento seriam afetados administrativamente a escolas ou agrupamentos, caso, em concurso, não obtivessem destacamento.

Em 31 de agosto, em comunicado que divulgou, o MEC reiterou aquele compromisso.

Hoje, 11 de outubro, segundo os números fornecidos pelo MEC, continuam por colocar e/ou afetar administrativamente, 435 DCE e 670 DACL.

Os prejuízos que esta situação provoca, para estes mais de um milhar de docentes, são de vária ordem, não sendo admissível que continuem a arrastar-se por mais tempo. Assim, a FENPROF enviou hoje, ao Ministro da Educação e da Ciência, um ofício no sentido de, durante a semana em curso, o problema ficar solucionado, de acordo com os compromissos que o MEC assumiu e o respeito que aos professores é devido.

Caso o problema não se solucione ao longo da semana, a FENPROF estará nas instalações do Ministério (Palácio das Laranjeiras), a partir das 10.00 horas, para aí ser recebida e, não apenas conhecer as justificações sobre este problema que se arrasta, mas, principalmente, encontrar soluções que deverão ser imediatas. Mesmo conhecendo-se as dificuldades destes colegas para se deslocarem, convidam-se os professores e educadores vítimas do incumprimento, pelo MEC, dos seus compromissos, que, dentro do possível, acompanhem a delegação da FENPROF.

O Secretariado Nacional da FENPROF
11/10/2011