Nota à Comunicação Social - Concurso de professores: de novo a angústia para milhares de docentes

Partilha

Sindicato dos Professores do Norte / FENPROF

Concurso de professores: de novo a angústia para milhares de docentes

19604 docentes profissionalizados sem colocação

Foram agora publicados os resultados dos concursos dos professores dos 2º e 3º ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário (2ª parte).

A análise dos respectivos resultados permite concluir que, mais uma vez, é demasiado elevado o número de docentes não colocados, aos quais restam apenas os Mini-Concursos como última hipótese de evitar a situação de desemprego, destino quase certo para cerca de 20000 professores.

Numa análise mais objectiva, podemos verificar que há 19604 docentes profissionalizados (com estágio realizado) que ficam sem colocação, enquanto só 3099 conseguiram lugar para leccionar. Os grupos com mais professores por colocar são os da área de Letras, sendo que na área das Ciências há também muitos docentes por colocar.

Neste contexto, o acordo entre a FENPROF e o Ministério da Educação, assinado em 11 de Junho último, reveste-se de particular importância, dado que vai permitir a todos os docentes  profissionalizados com 4 anos de serviço, que tenham prestado serviço lectivo em 1999/2000 e 2000/2001, integrar os quadros de zona pedagógica. Para os docentes com habilitação própria, esta medida ainda está a ser objecto de negociação.

Para o Sindicato dos Professores do Norte esta medida excepcional, que terá aplicação já nos próximos concursos (para o ano lectivo 2002/03), deverá ser seguida de outras que conduzam a uma maior estabilidade do corpo docente, já que as actuais condições das escolas ( onde as turmas continuam com um elevado número de alunos) e a própria reforma curricular em curso vão colocar a necessidade de vinculação de mais professores.

A Direcção do SPN

Porto, 23 de Agosto de 2001

Nota: Para mais informações consulte www.spn.pt