Viana do Castelo comemora 37.º aniversário do SPN

Partilha

21 de novembro de 2019

37 Anos de vida, 37 Anos de luta contínua

Dado o leitmotiv, a delegação do SPN de Viana doi Castelo não podia deixar de agendar um dia para celebrar o aniversário com os seus associados, familiares e amigos.  O ‘Espaço Madruga’ foi de novo palco para o momento de convívio.

E como não há lutas sem música, o André Costa e o Carlos Gonçalves brindaram-nos com um fundo musical delicioso, de guitarras com «Vejam Bem», entre outros temas.

O recheio da festa prendeu a atenção de todos com a apresentação do livro «Histórias (De)Vidas», cujo autor é simplesmente o irmão (Francisco) da Conceição Madruga. Henrique Borges, de livro fechado nas mãos mas com as histórias todas na sua mente aberta, apresentou o autor e o conteúdo da obra, deliciando-nos com o relato dessas histórias, de pedaços de vida, de nomes, de datas, de épocas, de memórias e de lembranças que de facto não podemos esquecer para se pensar melhor no presente e no futuro. E ainda acrescentou um nome às «Histórias (De)Vidas», o de José Mário Branco falecido inesperadamente no dia anterior e que de maneira alguma poderíamos ignorar ou não associar ao Pedro Domecq e ao seu grupo de amigos reais e imaginários. Como se pode ler na contracapa: "Homens e mulheres que tiveram o sonho, a coragem, a inteligência e a convicção de que era possível libertar um país amordaçado". Para saber mais sobre o personagem de Pedro Domecq e o seu entourage nada melhor que a leitura da obra. O livro é da Calendário Editora. 

No entanto, a celebração não se limitou a estes momentos.

As paredes do ‘Espaço Madruga’ prepararam-se para a festa, qual Cinderela, e revestiram-se de imagens, fotos, textos, panfletos, flyers e muito mais onde foi possível observar e ler o trabalho do Sindicato dos Professores do Norte (SPN), no último ano, dando desta forma, lugar à exposição «Retrato de Mais Um Ano de Luta». Uma visita a não perder e que pode ser efetuada até 29 de novembro!

Já aqui se disse que não há luta sem música. Mas também não há festa sem repasto. E assim foi com um Porto d’Honra!

Finalizando – e recorrendo às palavras do sábio delegado sindical Nuno Fadigas – estivemos todos presentes, "de coração e plena convicção", no convívio que nos deu ainda mais forças para lutar.

​P'ro ano há mais! Até lá, mais um ano de lutas garantidas!

O governo que se prepare!

Saudações a tod@s

[Clicar nas imagens]

Reportagem fotográfica de HB